terça-feira, 6 de novembro de 2012 | By: Diorgenes

Independências afro-asiáticas e conflitos árabes-israelenses.


A luta pela autonomia na África, na Ásia e na Oceania.

A segunda Guerra mundial foi marca para grandes transformações internacionais. Uma delas foi à descolonização da África, da Ásia e da Oceania. Esses continentes haviam sido dominados desde o final do século XIX pelas potências europeias, que, após a guerra não tinham mais forças para lutar contra o anticolonialismo local e internacional, as ex-colônias tornaram-se assim, independentes e pobres com todos os problemas do subdesenvolvimento.

Descolonização e Independência

Causas das Independências

       I.          Decadência da Europa, motivada pela Primeira Guerra Mundial, pela crise de 1929 e Segunda Guerra Mundial.

     II.          O despertar do sentimento nacionalista

   III.          A Guerra Fria

    IV.          Criação da ONU

      V.          Consciência anticolonialista e antimperialista.

    VI.          A desobediência civil na Índia.

Conferencia de Bandung

Em 1955 realizou-se na Indonésia a conferência Afro-asiáticas de Bandung, importante marca na organização politica dos países do Terceiro Mundo. Os vinte e nove países participante dessa conferencia rejeitaram a divisão mundial em dois blocos rivais (socialista e capitalista) e defenderam uma politica de não alinhamento automático com as superpotências. Em Bandung, os países do Terceiro Mundo proclamaram seu direito à autodeterminação politica e condenaram o colonialismo, bem como o neoconialismo.
Após a Conferencia o processo de descolonização acelerou-se rapidamente, porem, apesar da conquista da independência politica, a grande maioria dos países africanos, integrantes do Terceiro Mundo tem ainda um longo caminho a perseguir na busca da independência plena.

Formas de Ruptura

De modo geral, os processos de descolonização da África, da Ásia e da Oceania ocorreram, classicamente, através de dois tipos:

       I.          Pacifico
     II.          Violento

Independências na Ásia
Os desdobramentos pós-coloniais
Ø  Os países europeus devastados pela Segunda Guerra Mundial não conseguiam se manter economicamente;
Ø  Assim suas colônias acabaram se desenvolvendo e criando sociedades nacionalistas que, as quais divergiam dos ideais metropolitanos;
Ø  As lutas pela descolonização ganhavam maior complexidade ao serem vistas sob a ótica da Guerra Fria;
Ø  Os processos de independência na Ásia foram marcados por inúmeros conflitos, e pela intervenção das superpotências.

A independência da Índia

Ø  Teve como principal líder Gandhi, que propunha uma resistência pacifica, ou seja, a desobediência civil; 
Ø  Os muçulmanos que formavam 24% da população da Índia na época liderada por Ali Jinnah; 
Ø  Os indianos se viam decepcionados com os ingleses, o desemprego nas cidades e a existência de milhões de camponeses sem terra facilitaram a penetração das ideias de Gandhi;
Ø  O objetivo era não cooperar com os colonizadores isolando-os e enfraquecendo-os;
Ø  O movimento durou vários anos e ao conquista da independência veio somente após a Segunda Guerra em 1947;
Ø  Os muçulmanos queriam formar
um estado independente, logo a Índia foi dividida em República da Índia, para os hindus e República do Paquistão (Oriental e Ocidental) para os muçulmanos.

Independência da Indochina

Ø  Constituída pelo Vietnã, Laos e Cambodja, foi uma colônia francesa até 1940 - sua independência foi marcada por intensa violência:
       I.            Foi ocupada pelos japoneses na II Guerra Mundial; em 1945, os japoneses criaram o Estado Autônomo do Vietnã (formado por Tonquim, Anam e Cochinchina) - entronizado o imperador Bao Dai com capital em Saigon;
     II.          A resistência contra os franceses e japoneses já vinha sendo feita por Ho Chi Minh (que fundou o Partido Comunista da Indochina ou Vietminh, em 1931) chegou a tomar o poder no Norte (1941), criando a República Democrática do Vietnã (capital Hanói);
   III.          A ocupação japonesa foi superada por uma coligação entre forças vietnamitas, chinesas e inglesas (que ocuparam temporariamente o território); ao término da II Guerra, a França pretendia recuperar o território, negociando com o Vietaminh, provocando um conflito armado iniciado em 1946.

A divisão do Vietnã

Ø  Após a independência em 1954, formaram-se dois governos no pais :
                 I.          Ao norte, a República Democrática do Vietnã, com capital em Hanói e comandada por Ho Chi Minh, tendo apoio da União Soviética e da China;
               II.          Ao sul, a República do Vietnã, com capital em Saignon e sob o comando de Ngo Dinh Diem, que tinha o apoio dos Estados Unidos;
Ø  Seguindo acordo feito em Genebra, em 1956 deveriam ser realizadas eleições que visavam a unificação do país;
Ø  O governo do sul não permitiu a realização das eleições, iniciando um período de hostilidades entre as duas regiões.

A Guerra do Vietnã

Ø  Em 1960, foi fundada a FLN(Frente de Libertação Nacional), que se opunha ao governo ditatorial em Saigon e tinha o apoio do Vietnã do Norte e do bloco socialista;
Ø  Os EUA visando manter sua influência sobre o sudeste asiático investiram pesadamente na guerra;
Ø  Após controlar a situação no sul, investiram no Vietnã do Norte;
Ø  Os americanos utilizaram de bombas de Napalm, para tentar cessar o conflito.

A Unificação do Vietnã

Ø  Em 1973, foi firmado em Paris um acordo, que previa a retirada das tropas americanas;
Ø  Em 1975, as tropas sul-vietnamitas se rederam e os comunistas tomaram o poder unificando o país.

Independências na África

Ø  No período de 1956 e 1966, após anos dominados por países europeus, os países africanos que a antes eram colônias começam aos poucos conquistar sua independência.
Ø   Apartheid (significa "vidas separadas" em africano) era um regime segregacionista que negava aos negros da África do Sul os direitos sociais, econômicos e políticos. 
Ø  Embora a segregação existisse na África do Sul desde o século 17, quando a região foi colonizada por ingleses e holandeses, o termo passou a ser usado legalmente em 1948.
Ø  No regime do apartheid o governo era controlado pelos brancos de origem europeia (holandeses e ingleses), que criavam leis e governavam apenas para os interesses dos brancos. Aos negros eram impostas várias leis, regras e sistemas de controles sociais. 
Ø  Este sistema vigorou até o ano de 1990, quando o presidente sul-africano tomou várias medidas e colocou fim ao apartheid.  Entre estas medidas estava a libertação de Nelson Mandela, preso desde 1964 por lutar com o regime de segregação. Em 1994, Mandela assumiu a presidência da África do Sul, tornando-se o primeiro presidente negro do país. 
Ø  Por meio de negociações pacíficas em 1960 o império colonial francês na África estava desfeito.
Ø   Na Argélia a independência foi mais complicada, pois a população de origem francesa resistia às lutas pela independência, até que o presidente Charles de Gaulle assinou em 1962 o Acordo de Evian que reconheceu a independência da Argélia.
Ø    As colônias de dominação belga tiveram uma emancipação por meio de disputas políticas e étnicas.
Ø  A independência nacional do Congo foi obtida, mediante a Bélgica, no dia 30 de junho de 1960, adotando o nome de República do Congo e, em 1964, o país passou a se chamar República Democrática do Congo (RDC).
Ø  Após o processo de independência, a República Democrática do Congo passou por uma série de conflitos políticos e civis, promovidos pela disputa de poder. Somente em 1967, com a eleição Joseph-Desiré Mobuto, o país conseguiu uma breve estabilidade política. Mobuto substituiu o nome do país para Zaire. Com a sua morte, em 1997, o novo governo voltou a nomear o país de República Democrática do Congo.
Ø  As colônias portuguesas foram às últimas a conquistar sua independência à resistência portuguesa à descolonização africana somente se deu após a queda do regime salazarista, provocada pela Revolução dos Cravos que buscava a democracia e o fim do colonialismo, assim abriram-se caminhos para a independência de colônias portuguesas e outras cidades da África.

Conflitos Árabes – Israelenses

Ø  Os conflitos do Oriente médio rematam a primaria Guerra Mundial;
Ø  A declaração de Balfour, aprovada pela Liga das Nações, colocou a palestina sob o governo da Inglaterra;
Ø  A tutela inglesa ativou a emigração judaica entre judeus e árabes;
Ø  Buscou-se a criação de um Estado judaico.

A criação de Israel

Ø  Diante dos crescentes conflitos entre judeus emigrantes e palestinos árabes, a ONU decide pela divisão da Palestina em duas áreas;
Ø  Com base nessa decisão um líder judeu proclamou a criação do Estado de Israel;
Ø  A criação desse estado fez com que judeus de todo mundo, migrassem para Israel;
Ø  Todos esses fatos culminaram num aumento da tensão na região.

Luta por um Estado palestino

Ø  Em 29 de Novembro de 1947 a ONU aprovou a criação de um Estado judeu na Palestina. Essa decisão também previa a criação de um Estado árabe palestino na região, entretanto esse Estado não chegou a nascer.
Ø  Com a proclamação da criação do Estado de Israel pelo líder judeu David Ben Guriam, milhares de judeus passaram a migrar para Israel.
Ø  A chegada de crescimento levas de judeus provocou choques com a população árabe palestino, que discordou da decisão, sobre a criação do Estado de Israel.
Ø  Os judeus com ajuda de grupos terroristas expulsaram os árabes palestinos que se refugiaram em países árabes vizinhos.
Ø  Assim teve inicio a longa serie de conflitos entres os povos árabes vizinhos e os israelenses.
Ø  A poiado pelos Estados Unidos nos planos políticos e econômicos, Israel aproveitou se de confrontos armadas para espalhar seu território.
Ø  Expulsos de seu território os palestinos passaram a viver espalhados pelos países árabes vizinhos reivindicando por todos os meios o direito de possuir uma pátria.
Ø  Em 1964 foi fundado o OLP (Organização para a Libertação da Palestina),
Ø  Que tem em Yasser Arafat um dos seis mais destacados lideres.
Somente Sete de Novembro de 1993 Arafat e Rabin reuniram-se nos Estados 

1 comentários:

Ana Clara Mello disse...

Parabéns!! Isso me ajudou e muito,encontrei aqui tudo oque eu precisava,com detalhes e bem resumido,muito obrigada!

Postar um comentário